Maternidade Amador Aguiar realiza parto de trigêmeos

  Osasco, Secretaria da Saúde

Texto: Francine Maia
Imagens: Fernanda Cazzarini

O Hospital Municipal e Maternidade Amador Aguiar realizou o parto trigemelar dos bebês Sarah, Esther e Daniel na terça-feira, 25/1. Com a mobilização de mais de 30 profissionais, entre equipes médicas, de enfermagem, infraestrutura e administrativa, a cesárea programada da paciente Sacha Letícia, de 22 anos, resultou no nascimento dos bebês com a diferença de três minutos: o primeiro nasceu às 8h50, o segundo às 8h52 e o último às 8h53.

A gravidez foi espontânea e o pré-natal de alto risco foi feito na Casa da Mulher Dinalva de Souza Barcelos, no Jardim Piratininga. Segundo Sacha, sua bisavó era a única na família que teve gravidez de trigêmeos e foi uma enorme surpresa para ela e para o esposo, Clóvis Fernandez. “Foi um susto, mas foi magnífico. É inexplicável a felicidade”, afirmou.

O diretor técnico da Maternidade Amador Aguiar, dr. Jorge Luis Pontes Namen, explicou que para que o parto dos trigêmeos ocorresse sem complicações e nenhum imprevisto, as equipes de ginecologia, anestesia, neonatologia e enfermagem foram reunidas para preparar toda a logística e estrutura necessária. “Separamos três berços aquecidos no centro obstétrico para receber os bebês, em cada um ficou uma equipe de neonatologistas e de enfermagem para que recepcionassem os bebês assim que nascessem”, disse.
Pesando respectivamente 1,508 quilo e 1,710 quilo, Sarah e Esther foram geradas na mesma placenta, enquanto o Daniel com 2,135 quilos foi gerado em placenta única.

“Não houve nenhum fator surpreendente porque pensamos em todas as intercorrências que poderiam acontecer, além de estar tudo pronto para os nascimentos dos bebês”, explicou Namem.

Além de contarem com uma equipe multiprofissional durante o período de internação com neonatologista, fonoaudiólogo, fisioterapeuta, oftalmologista, geneticista, neuropediatra, nutrólogo, pediatra e cardiopediatra, os bebês fazem parte do Método Canguru nas etapas 1 e 2.

Como todos os prematuros nascidos na Maternidade Amador Aguiar, após a alta da internação, os trigêmeos serão acompanhados no ambulatório do Canguru na Casa da Mulher até completarem o peso de 2.500 quilos ou idade gestacional (IG) de 40 semanas.

Após a alta da 3ª etapa, os bebês serão encaminhados com consulta agendada para Policlínica Dona Leonil Crê Bortolosso, no Jardim Piratininga, para o acompanhamento com neonatologista e equipe multiprofissional até os dois anos, importante período no desenvolvimento dos bebês.

A Maternidade Amador Aguiar realizou 3.936 partos em 2021, dentre eles, 436 bebês eram prematuros.

Últimas postagens
Skip to content