PPAs

Fenellon Guedes Pereira (Ayrosa I)
Gestor(a): Aleska / Dr. Adilson
Rua José Anacleto da Silva, 276 - Vila Ayrosa
Tel. 3602-1135/ 3697-1511
Funcionamento: 24h
Atendimento de Urgência e Emergência - Clínica Médica e Radiologia.

Pronto Atendimento NOVO OSASCO
Diretora Administrativa
Maria Aparecida Amaro
Rua 27 de Janeiro, 90 - Jd. Novo Osasco
Tel. 3591-8060/ 3591-8062
Funcionamento: 24h
Atendimento de Urgência e Emergência - Clínica Médica


UPA JOSÉ CAMPOS BARRETO (Vila Menck)

Gestor(a): Cleide Morales

Dr. Jackson Byton, 822 – Vila Menck
Fone: 3683-1847 / 3683-1725

Funcionamento: 24h
Atendimento de Urgência e Emergência - Clínica Médica e Dentista.


(SVO) Serviço de Verificação de Óbito
Gestor(a):José Luís de Souza
Rua Diogo Benitz S/N – Jd. Bela Vista
Tel. 3681-7317/ 3654-3093
Funcionamento: 24h
Emissão de Declaração e Atestado de Óbito (SVO).


SAMU – Serviço de Atendimento Móvel de Urgência e Emergência

Avenida Pedro Pinho, 1.250 – Jd. Pestana. (Anexo ao PS André Sacco)
Tel. 3683-3214/ 3699-6009 (Administração) - 192
Funcionamento: 24h

Coordenador Geral
Francisco Rodrigues
Coordenador(a) Médico(a):

Dr. Fernando José Gatto 

Coordenador Operacional
Joevelles Ferreira

Coordenador Técnico
Cíntia / Emílio

Atendimento móvel de Urgência e Emergência.


DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA - DAB -

Diretor(a): Rina Bissolatti
Fone: 3699-8948

CONSULTÓRIO DE RUA
Diretor(a) Técnico (a)
Dra. Carmem  
Rua Gabriel Seferian, 423 - Presidente Altino - Osasco.
Tel. 3682-3936
Funcionamento: 07h às 20h

Oferece atendimento integral à população em situação de rua, que visa à promoção, prevenção, redução de danos, manutenção da saúde e a ressignificação da vida. A equipe do Consultório na Rua realizar suas atividades de forma itinerante desenvolvendo ações na rua “in loco”, em instalações específicas da Rede pública, na unidade móvel e também nas instalações de Unidades Básicas de Saúde do território onde está atuando, sempre articuladas e desenvolvendo ações em parceria com as demais equipes de atenção básica de cada território (UBS), nos Centros de Atenção Psicossocial, na Rede de Urgência e dos serviços e instituições componentes do Sistema Único de Assistência Social entre outras instituições públicas e da sociedade civil. Conta com uma equipe multidisciplinar constituída por enfermeiros, médicos, técnicos de enfermagem, agentes comunitários de saúde.

Vigilância Epidemiológica
Diretor(a): Marta Cristina Camillo
Fone: 3699-8961

Coordenador Técnico
Dr. Eder Gatti Fernandes
Rua Virginia Crivilari, 29, 3ºandar - Centro.
Tels. 3699-8912 / 3699-8913 /3699-8902 (Fax) /156
Funcionamento: De segunda à sexta, das 8h às 18h.
Unidade do Departamento de Vigilância em Saúde realiza a coleta, análise, interpretação e disseminação de dados de programas de saúde pública, de forma contínua e sistemática, visando à implementação de ações para redução da morbi-mortalidade das doenças.

Serviços:
Organização de campanhas de vacinação
Armazenamento e distribuição de imunobiológicos à rede pública e privada
Monitoramento da magnitude e tendência das doenças
Detecção epidemias
Planejamento, implementação e avaliação de programas.
Avaliação políticas públicas
Coordenação dos programas de controle de Tuberculose, Hanseníase e Raiva. 


Vigilância Sanitária
Gestor(a): Maria do Socorro

Coordenador Técnico GT/ VISA
José Tavares de Oliveira Junior
Rua São Luiz, 84 – Centro.
Telefones: 3682-4869 / 3681-2585
Funcionamento: de segunda à sexta, das 8h às 17h.

Unidade do Departamento de Vigilância em Saúde, voltada a um conjunto de ações capazes de eliminar, diminuir ou prevenir riscos à saúde e de intervir nos problemas sanitários decorrentes do meio ambiente, da produção e circulação de bens e da prestação de serviços de interesse da saúde. 

Serviços:

Fiscalização em estabelecimentos de saúde e de interesse à saúde;
Fiscalização em meio ambiente / áreas contaminadas
Fiscalização em ambiente de trabalho (saúde do trabalhador) acidentes graves e fatais
Pró Água (monitoramento da água) / Colheita de Amostra
Fiscalização: (riscos institucionais) como creches, escolas, clubes, hotéis, motéis, salão de beleza, clinicas de estéticas e saunas.
Conceder Licença de Funcionamento inicial / Renovação ou Cadastro para os estabelecimentos de saúde e de interesse à saúde
Conceder Licença de Funcionamento ou Renovação para os serviços de Tanatopraxia
Conceder Cadastro Nacional de Estabelecimento de Saúde (CNES)
Inutilização de medicamentos sujeitos a controle especial (psicotrópicos)
Monitorar a qualidade de alimentos e produtos; e a água para consumo humano e a água utilizada em serviços de diálise
Realizar liberação e fornecimento de sequências numéricas para confecção de talonários azul (receituário B e B²) e liberação de talonários amarela (receituário A)
Atendimento a denúncias enviadas da Central 156, atendimento ao Ministério Público, à Ouvidoria Geral do Município e aos demais órgãos como o CVSSP Centro de Vigilância Sanitária, a ANVISA - Agência Nacional de Vigilância Sanitária e atender as demandas vindas doGVS-X - (antiga DIR V)
Capacitação interna / externa e educação à saúde.

Núcleo de Controle de Zoonoses
Coordenadora Técnica
Dra. Magda Ferreira Batista Pedrosos
Avenida Prof. Lourenço Belloli, 1480 - Parque Industrial Mazzei
Tels. 3686-0135/ 3696-9390/ 3599-5088/ 156
Funcionamento: De segunda à sexta, das 8h às 17h.
Unidade do Departamento de Vigilância em Saúde responsável por prevenir a transmissão de doenças entre animais e seres humanos e vice-versa, e promover o bem estar humano e animal por meio da educação em saúde e pela promoção do conceito de guarda responsável de animais.

Serviços:
Desinsetização e Desratização - em áreas públicas, áreas livres e vias públicas. Visa controlar a proliferação de roedores e insetos transmissores de doenças como: leptospirose, tifo murino, diarréia,intoxicação alimentar e espoliação sanguínea;
Programa de controle da raiva: Controle de populações canina e felina por métodos de manejo adequado ou cirúrgico, desenvolvendo o conceito da guarda responsável. Vacinação anual em cães e gatos.
Captura e remoção de animais domésticos - cães, gatos, equinos e aves, de acordo com o que preconiza a Lei Municipal nº3. 999/06 e Lei Estadual 9.612/08. 
É de responsabilidade dos proprietários a manutenção de cães e gatos e outros animais domésticos em condições adequadas de alojamento, alimentação, saúde, vacinas, vermifugação, higiene e bem-estar, bem como a destinação adequada de dejetos e controle reprodutivo.
Doação de animais – Todos os animais acima de cinco meses já são doados vacinados, castrados e vermifugados.
Captura e remoção de animais silvestres - aves exóticas e da fauna brasileira, macacos, morcegos, colméias e outros, para tratamento e/ou destinação a criadouros específicos. 
Controle da fauna sinantrópica – Animais sinantrópicos são todos os animais que se adaptaram a viver junto ao ser humano, podendo transmitir doenças ou causar acidentes. São considerados animais sinantrópicos: ratos, escorpiões, aranhas, morcegos, pombos, entre outros.
Fiscalização: Ações educativas, preventivas e coercitivas de acordo com legislação vigente.
I.E.C. (Informação, Educação e Comunicação) realiza diversas atividades educativas como: 

• Palestras, eventos, teatro de fantoches e exposições que visam informar à população que as mudanças de hábitos favorecem o controle de animais e promovem a saúde.
• Capacitar pessoas a controlar os fatores ambientais e comportamentais que determinam a saúde, acarretando mudanças sociais e desenvolvendo noções de responsabilidade.
• Criar parcerias com grupos comunitários, religiosos, educacionais não governamentais e governamentais que desenvolvam trabalho junto com a população.
• Disponibilizar materiais pedagógicos aos profissionais de saúde e educação que atuam como multiplicadores de promoção à saúde.

Núcleo de Controle da Dengue - Aedes aegypti
Coordenadora Técnica
Dra. Josefa Maria Lopes
Avenida Prof. Lourenço Belloli, 1480 - Parque Industrial Mazzei
Tel. 3696-4272 - 156
Funcionamento: De segunda à sexta, das 8h às 17h.
Unidade do Departamento de Vigilância em Saúde responsável pelo controle à proliferação do mosquito transmissor da Dengue.
A DENGUE é uma doença causada por vírus que é transmitido pelo mosquito 
Aedes aegypti, que está presente em nosso meio ambiente. Para ocorrer essa transmissão, o mosquito tem que estar contaminado, ou seja, ter sugado o sangue de uma pessoa com o vírus.
Serviços:
Programa de controle à propagação do Aedes aegypti;
Campanhas preventivas contra a dengue e sobre como eliminar focos do mosquito transmissor;
Trabalhos educativos I.E.C. (Informação, Educação e Informação);
Telagem de caixa d’água;
Visitas a Pontos Estratégicos: São imóveis que apresentam grande quantidade de recipientes em condições favoráveis à proliferação de larvas de Aedes aegypti (borracharia, cemitérios, ferro velho...) ou imóveis que geralmente presentam pequena quantidade de recipientes, porém, em função da sua atividade ligada a transporte de mercadorias e passageiros, dispersão passiva do vetor (transportadoras, rodoviárias, ferroviárias...)
Visitas a Imóveis Especiais: São imóveis não residências de médio e grande porte que apresentam maior importância na disseminação do vírus da dengue, m situação de transmissão da doença, em função do grande fluxo e/ou permanência de pessoas (hospitais, Escolas, hotéis, igrejas...)
Visitas casa a casa, onde os agentes de saúde têm como objetivo orientar, identificar e eliminar o foco do mosquito da dengue.

Farmácia Popular - UNIDADES
Farmácia Popular/ Centro
Venda de medicamentos a preço de custo
Farmacêutica Elizamar Belote Carneiro
Avenida João Batista, 99 – Centro.
Tel. 3688-1619 / 3688-3357
Funcionamento: De segunda à sexta, das 8h às18h/ Sábado, das 8h às 12h.
Farmácia Popular / Zona Norte
Venda de medicamentos a preço de custo
Farmacêutica Luciane Soares
Avenida Das Esmeraldas, 149 – Jd. Mutinga
Tel. 3656-1288
Funcionamento: De segunda à sexta, das 8h às18h/ Sábado, das 8h às 12h.
Núcleo de Medicamento Social/Medida Judicial
Fábio Fuzishima Ribeiro
Rua Virginia Crivilari, 29 – Centro.
Tel. 3699-8971/9015
daf.ss@osasco.sp.gov.br
Funcionamento: 8h às17h

Fornecimento de medicamentos para atendimento de medidas judicias e dipensação de medicamentos padronizados no município.