Texto: Marco Borba

Imagens: Ítalo Cardoso

 

Os mil trabalhadores do Programa Operação Trabalho, que foram certificados na formatura realizada na sexta-feira (31/5), no Centro de Formação dos Professores, no Centro, receberam boa notícia do prefeito Rogério Lins. O contrato de trabalho do grupo foi prorrogado por mais seis meses, com validade até o fim de novembro.

Eles entraram no programa em maio do ano passado. O POT tem validade de um ano, com possibilidade de prorrogação por igual período. “Um governo não deve apenas fazer obras públicas, tem de ajudar a incluir as pessoas. É o que estamos fazendo. Vamos estender a permanência de vocês porque, por onde passamos, recebemos elogios sobre a dedicação na prestação dos serviços”, disse o prefeito, que anunciou ainda que a partir de agora o programa muda de nome, para “Recomeçar”.

O chefe do Executivo adiantou ainda que “daqui a 90 dias” haverá um novo concurso público para várias áreas. “Algumas delas para quem tem escolaridade até o quinto ano. Então, comecem a se preparar, porque quem é aprovado em concurso público passa a ter estabilidade no emprego”, aconselhou.

O programa não estabelece vínculo empregatício entre os participantes e a Administração, pois não tem as mesmas regras ditadas pela CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas).

A nova turma que integra o programa iniciou as atividades no mês passado. Só pode participar do POT moradores da cidade que estiverem desempregados, desde que não estejam recebendo seguro desemprego, não tenham integrante da família empregado e receba mensalmente mais que R$ 499,00, entre outras exigências. Os participantes recebem salário de R$ 998 e auxílio alimentação de R$ 149,50.

Andrele Tauana Fernandes Rocha, 24 anos, vê no programa a oportunidade de retornar aos estudos e ao mercado de trabalho. Sem trabalho formal há 5 anos, ela pretende retomar o curso de Pedagogia. “Fiz por dois anos e tive que parar para cuidar do meu filho mais velho (Miguel, 5 anos). Depois tive o segundo (Milael, 2) e ficou mais difícil. Mas agora, com essa execelente oportunidade dada pela Prefeitura, para trabalhar e fazer cursos de qualificação, quero voltar a fazer Pedagogia para ser professora“, disse.

Durante o programa, os participantes trabalham quatro dias na semana e às sextas-feiras participam dos cursos oferecidos, entre eles de informática básica, ética, cidadania, comunicação e políticas públicas.

O Sebrae e a Fatec são parceiros no programa. Em agosto, o Sebrae Osasco oferecerá 10% de vagas gratuitas de seu curso de inglês para integrantes do programa.