Texto: Marco Borba
Fotos: Sérgio Gobatti

 

Servidores da Prefeitura de Osasco participaram na segunda-feira, 12/3, na Sala Osasco, de uma palestra sobre como proceder em situações de emergência. A aula foi ministrada pelo 2º Tenente da Reserva do Corpo de Bombeiros, Roberto José Arantes Caetano, 54 anos, diretor da Associação Bombeiro Mirim Juvenil Voluntário.

A palestra, que também aconteceu nos dias 13 e 14/3, visa ensinar a população a agir em casos de emergência e aprimorar o conhecimento dos que já possuem algum tipo de treinamento.

Durante as três horas de aula, o instrutor apresentou noções básicas de como proceder antes da chegada de equipes especializadas em atendimentos de vítimas de  acidente de trânsito, incêndios, afogamentos e parada respiratória.

“Se um bebê estiver engasgado e não respirar, por exemplo, a pessoa deve apoiá-lo no braço. A criança deve ficar com a barriga para cima. Em seguida, pressione com dois dedos a região do tórax, próximo ao coração e faça 30 compressões leves a cada 15 segundos. A cada dois minutos é preciso verificar a respiração”, exemplificou Caetano.

No caso de acidentes de trânsito, disse o bombeiro, se a pessoa que parar para prestar ajuda estiver de carro, deve deixar seu veículo a uma distância de 80 metros do acidentado, acionar o pisca-alerta e ligar para os serviços de emergência: SAMU (192) ou Bombeiros (193). “Se estiver chovendo, a distância de isolamento do local do acidente deve ser dobrada. O isolamento da área é fundamental para preservar a vítima e também a pessoa que vai prestar os primeiros socorros”.

Segundo Caetano, a participação da população neste tipo de treinamento é fundamental. “Ter essas noções básicas e repassá-las aos familiares e amigos é imprescindível, para que mais pessoas possam ajudar a salvar vidas. Hoje, no Brasil, cerca de 300 mil pessoas morrem todos os anos vítimas de parada cardíaca”. 

Ao final da palestra foram sorteadas 96 vagas (três turmas) para o curso de bombeiro voluntário. Os participantes receberão um certificado de Bombeiro de Ajuda Humanitária.

A Associação Bombeiro Mirim Juvenil Voluntário é uma ONG (Organização Não Governamental), sediada na capital e conta com 40 voluntários.