Texto: Talita Castro

Imagens: Marcelo Deck

O prefeito de Osasco, Rogério Lins, esteve na quarta-feira, 18/9, no Rochdale, onde acompanhou os trabalhos da Sabesp, que realiza troca dos coletores nas ruas Aracaju e Manaus, além de ligação de esgoto em onze vielas. Também acompanharam a visita, Ronaldo Guimarães e Daniel Vera, gerente de manutenção e encarregado de planejamento, respectivamente, da Sabesp, além da vereadora Lúcia da Saúde.

Ronaldo explicou que a troca de coletores nas ruas Aracaju e Manaus é necessária porque a anterior já não dava vazão. “Também colocamos um material novo e mais resistente em PVC”, disse, acrescentando que foram 2 km de obras. “Agora o esgoto será enviado para ETE (Estação de Tratamento de Esgoto) de Barueri, beneficiando mais de 3 mil famílias”.

As obras, que estão em estágio avançado, já  chegaram a 80% do planejado, devendo ser concluídas em um mês.

Após obter as informações, o prefeito conversou com os moradores da região e informou que fará o recapeamento de uma das vielas dentro de 10 dias.

Sabesp

Estão previstos, até 2026, investimentos da ordem de R$ 259 milhões na implantação de 150 km de rede e ligações, 40 km de coletores-tronco, interceptores e linhas de recalque (tubulação para bombeamento) e quatro estações elevatórias.

Segundo a companhia, todas essas obras visam ampliar a cobertura gradativa da rede de esgoto em todo o município, em especial na zona Norte, atendendo bairros como Vila Menck, Mutinga, Rochdale, Aliança e Munhoz.

Osasco dispõe atualmente de 766 km de rede coletora de esgoto, sendo 565 km na zona Sul e 201 km na zona Norte. De acordo com a Sabesp, é possível considerar ao todo 808 km de extensão se forem incluídos os coletores e interceptores que enviam os efluentes para a (ETE) Barueri.