Texto: Marco Borba

Imagens: Jean Bueno

 

Uma nova empreitada da Sabesp promete reduzir no prazo de um ano 20% das perdas na rede de abastecimento de água na zona Sul da cidade. O prefeito Rogério Lins participou na terça-feira, 22, no Jardim Conceição, um dos bairros beneficiados, do anúncio da obra, cujo contrato da estatal com o Consórcio CPO, composto pelas empresas Restor e Enorsul, foi assinado no dia 15 deste mês.

O superintendente da Unidade de Negócios Oeste da companhia, Aurélio Fiorindo Filho, e os engenheiros Alessandro Muniz Paixão, Josué Fraga da Silva e Ricardo Donizete, este último representante do Consórcio, participaram da reunião.

O contrato prevê a substituição de cerca de 20 km de rede antiga (ferro) por tubos de Polietileno Expandido de Alta Densidade (PEA) e de 16,5 mil km de ramais (a conexão entre a rede e as residências).

Segundo  a Sabesp, o prazo de conclusão da obra é janeiro de 2020 e a redução das perdas será de cerca de 460 litros por ligação/dia, na zona Sul da cidade. “Essa redução, cerca de 350 mil m³, daria para abastecer o bairro Bela Vista inteiro por um mês”, comparou Alessandro Muniz.

A obra terá ainda outras duas etapas: a construção de 3,5 km de adutora ligando o reservatório do Bela Vista com o Jardim Conceição e a instalação de 33 válvulas redutoras de pressão para evitar estouros na rede, o que deverá diminuir a necessidade de intervenções como a abertura de valas nas ruas para corrigir vazamentos.

Segundo explicou o engenheiro Alessandro Muniz, o contrato assinado com o consórcio é inovador. “Nos contratos tradicionais, os serviços são executados e pagos. Este novo modelo é por resultado de performance. A empresa receberá o valor estipulado em contrato, de R$ 42 mihões, se no prazo determinado, de um ano, atingir as metas estipuladas”.

Ainda de acordo com a Sabesp, já foram assinados outros três contratos, com outras empresas, prevendo a redução de perdas no abastecimento de água nas zonas Norte e Sul do município. Juntos, visam a substituição de 70 km de rede. Dois desses contratos já estão com obras em andamento.  

Para o prefeito Rogério Lins, as obras trarão impacto significativo para a cidade. “Haverá benefícios para o meio ambiente, por conta da diminuição do desperdício de água, e para as vias da cidade, que não precisarão mais ser abertas com tanta frequência, em razão da troca da rede e instalação de redutores de pressão. Com isso, também haverá redução nas pavimentações.”

Confira abaixo a relação das vias onde as obras serão executadas:

 

- Rua Michel Kalanin 
- Passagem Minoru Asão 
- Viela Ernesta Maria da Conceição
- Rua Capitão Alberto Mendes Junior 
- Viela Ouro Fino 
- Rua Antonio Nouche
- Rua Osório de Andrade
- Avenida Monte Ararat
- Rua José Cid Stella 
- Avenida Prefeito Hirant Sanazar
- Viela Ernesto Zabotto 
- Viela João Inácio da Silva
- Rua Maria D. do Espírito Santo
- Rua Luiz Leão Harduim
- Rua Maria Eudóxia de Oliveira Negri
- Avenida Júlio Mesquita
- Rua Joaquim Jacinto 
- Rua Antonio José Dias 
- Rua Sarkis Guludjian
- Avenida Dr. Kenkiti Shimomoto
- Rua Misão Tomo
- Avenida Edis Kamalakian
- Rua Pedro A. Soarez
- Avenida Victor Civita 
- Rua Caçapava 
- Rua João Gutierres Lopes
- Rua José Cid Stella
- Rua Dirce Christensen