Imagens: Divulgação

 

Osasco foi apontada em relatório do Tribunal de Contas do Estado (TCE) como uma das melhores cidades da Região Oeste da Grande São Paulo e do Estado em Efetividade de Gestão Municipal do Estado. Os dados correspondem ao ano de 2017.

O índice de Efetividade da Gestão Municipal (IEG-M) é responsável por medir a qualidade, além de avaliar as políticas públicas empreendidas pelas administrações municipais. Para se chegar ao resultado são avaliados sete indicadores (educação, saúde, planejamento, gestão fiscal, meio ambiente, proteção aos cidadãos e governança em tecnologia da informação).

Cada critério possui classificações que vão de altamente efetiva (A), muito efetiva (B+), efetiva (B), em fase de adequação (C+) e baixo nível de adequação (C).

Osasco obteve “B” em Educação, Saúde, Gestão Fiscal e Meio Ambiente; e “B+” em Proteção aos Cidadãos e Governança em Tecnologia da Informação. Em Planejamento, a classificação da cidade teve nota C. No geral, Osasco obteve um IEG-M Efetivo, índice semelhante ao de 2016. No total foram avaliados 644 municípios em todo o estado, e a média geral ficou em Fase de Adequação (C+).