Texto: Talita Castro
Imagem: Ítalo Cardoso

 

Na quarta-feira, 26/9, o prefeito de Osasco, Rogério Lins, vistoriou as obras de canalização do Braço Morto do Rio Tietê. A obra compreende uma extensão de 2.420 metros, e até o momento foram canalizados 300 metros, partindo da Rua Paula Rodrigues até a Rua Israel. A obra integra um amplo projeto de urbanização com recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC2), do Governo Federal.

O amplo projeto prevê outras intervenções no Rochdale como a abertura de duas vias paralelas à margem do rio que farão a ligação entre as avenidas Presidente Médici e Presidente Kennedy, construção de áreas de lazer e entrega de equipamentos públicos como um centro comunitário e a UBS do Rochdale, também em construção.

Com isso as obras do Braço Morto do Tietê e da UBS do Rochdale beneficiarão cerca de 11 mil famílias dos bairros Jardim Canaã, Aliança e Rochdale.

O prefeito também conversou com munícipes e recebeu elogios do morador Nelson Balduino Machado, morador do bairro há 30 anos. “Eu fiz questão de vir cumprimentá-lo pelas ações na cidade e dizer que o senhor é muito humilde, nunca um prefeito veio aqui olhar de perto a situação dos moradores. Muito Obrigado”, disse.

Participaram da vistoria, os secretários Cláudio Monteiro (Serviços e Obras), Aguinaldo Lopes Quintana Neto (Habitação e Desenvolvimento Urbano de Osasco) e Pedro Sotero (Finanças), além dos vereadores Lúcia Saúde, Nestor do Algodão Doce, Cláudio da Locadora, Pelé da Cândida, Ribamar, Alex da Academia e Ricardo Silva.