Texto: Olga Liotta
Fotos: Rômulo Fasanaro Filho
Agência Secom de Notícias

 

Com o objetivo de estreitar relações com os imigrantes que vivem na cidade e visando a reaproximação do governo com as cidades-irmãs, a Coordenadoria de Relações Internacionais, departamento da Prefeitura de Osasco realizou na quarta-feira, 22/2, um encontro com representantes de diversas entidades, entre as quais estiveram o Centro de Referência de Direitos Humanos de Osasco (CRDH), Conselho Municipal de Promoção da Igualdade Racial (COMPIR), Centro de Referência e Atendimento para Imigrantes de São Paulo (CRAI-SP) e membros das comunidades italiana, ucraniana, haitiana, indígena Pankararé, africana e boliviana.

O analista de assuntos internacionais da Prefeitura, Alan Moraes, conversou com os presentes sobre a colaboração das cidades na realização de um mapeamento da população imigrante em Osasco, a possibilidade de novos investimentos, com o intuito de ampliar os negócios entre países, como já acontece entre Osasco e Itália,  promover um contato mais qualificado e aprofundado entre as cidades-irmãs e fortalecer vínculos com novos imigrantes.

Além disso, foram abordados temas como a regularização, junto aos órgãos competentes, dos imigrantes que vivem na cidade para emissão do Registro Nacional de Estrangeiros (RNE), CPF e carteira do trabalho, permitindo a esses cidadãos o acesso, com mais facilidade, aos diretos e serviços de saúde, educação e trabalho, e também possam contribuir com o progresso da cidade.

“Queremos formar uma Observatório e ter um arquivo de materiais que contam a nossa história. Mas para isso é necessário, inicialmente, fazer um mapeamento estratégico. Osasco tem um forte potencial econômico, o que permite abrir novos leques e experimentos  no campo das culturas dos nossos imigrantes. Essa reunião vem ao encontro dessa proposta que é  resgatar a importância do imigrante na construção da história da cidade”, destacou Moraes.

Participaram da reunião, Sônia Regina Martins, historiadora da PUC São Paulo, Nicolau Dyrjawoj e Claudio Cravcenco (comunidade ucraniana), Débora Dias e Vera Lopes (COMPIR), Wilbert Rivas Rena (CRAI-SP), Alaíde Pereira e Adelaido Eugênio (Comunidade Indígena Pankararé), Paulo Fiorita (Comunidade Italiana de Osasco – CIO), entre outros.

Conheça as Cidades-irmãs de Osasco

TSU – Província de Mie, Japão. Cidade-irmã de Osasco desde 1976.
Viana -- Província de Luanda, em Angola. Cidade-irmã de Osasco desde 1992.
Osasco – Província de Turim, na Itália. Cidade-irmã de Osasco desde 1991.
Xuzhou – Província de Jiangsu, na China. Cidade-irmã de Osasco desde 1997.
Gyumri – Província de Shirak, na Armênia. Cidade-irmã de Osasco desde 2006.
Jining – Província de Shandong, na China. Cidade-irmã de Osasco desde 2010.

 

Secretaria de Comunicação – SECOM