Texto: Olga Liotta
Imagens: Leandro Palmeira

O Mutirão “Amor por Osasco” atuará nos bairros: Km 18, Quitaúna, Cidade das Flores, Jardim São Pedro e Vila Militar até 16/8, levando serviços como poda de árvore, remoção e notificação de veículos abandonados, limpeza e manutenção de boca de lobos, remoção de entulhos, sinalização viária, roçagem, visita a residência para ações de combate à dengue, entre outros.

Os serviços chegaram aos bairros na segunda-feira, 5/8, quando o prefeito Rogério Lins acompanhou as equipes e desejou uma ótima semana. Essa é a 10ª edição do mutirão de limpeza e zeladoria, que deverá atender todos os bairros da cidade até o final do ano. Cada etapa leva em torno de 10 dias de execução dos trabalhos, muitos deles oriundos da Central 156.

“A prefeitura tem feito um trabalho legal. Eu vejo as equipes limpando as ruas, mas não adianta só a prefeitura limpar, a população tem que ajudar a manter a limpeza. Fico indignada quando vejo as pessoas jogarem garrafas e até fezes de animais de dentro dos carros, ou aqueles que jogam fraldas de crianças nos bueiros. Esquecem que quando chove, tudo fica entupido. Eu chamo a atenção mesmo, porque é uma falta de respeito, tanto para a pessoa, quanto para o próximo”, disse Maria Madalena, jornaleira, que trabalha há 21 anos no Km 18.

“O mutirão é importante porque traz diversas melhorias para a cidade. Trabalho como gari há um ano e vejo que estou contribuindo para deixar as ruas mais limpas e organizadas. Fazemos a pintura das guias e postes, varremos, recolhemos o lixo e eu, como morador, aprovo essa ação, pois também usufruo de um ambiente mais limpo. Acredito que os moradores também gostem e aprovem o resultado final”, disse Ademilton Souza Santos, gari, morador do Vila Yolanda.

A cozinheira Maria Gilvanete, moradora do Pestana, acompanhou o mutirão que passou em seu bairro e ficou muito satisfeita. Agora ela acompanha os trabalhos na Avenida Olavo Bilac, no Km 18. “A limpeza é importante para afastar insetos, roedores e doenças. Vejo o pessoal desentupindo os esgotos, retirando o mato e limpando as ruas. Isso é muito bom, mas é preciso que o povo de Osasco se conscientize e mantenha a cidade limpa, principalmente quem mora próximo de córregos e do Rio Tietê. As pessoas não podem jogar lixo e móveis nas ruas, mas a gente vê um monte por aí. O mutirão não é uma benfeitoria para o prefeito, mas para a comunidade”, ressaltou Gilvanete.

“A zeladoria é melhoria para os bairros. Estando tudo limpo não tem alagamentos, nem doenças e tudo fica melhor”, disse Sandro, que é pedreiro, morador de tapevi e trabalhador em Osasco.

No segundo dia de serviços foram removidos carros abandonados, realizadas ações de tapa-buraco, roçagem de talude, limpeza de vias e de bocas de lobos, pintura de postes e guias, remoção de entulhos e muito mais. As equipes passaram pelas ruas Olavo Bilac, Hildebrando de Lima, Comandante Sampaio, Alexandre Baptistone, José Azevedo Minhoto, Marechal Edgar de Oliveira, Avenida Nossa Senhora Imaculada Conceição, Avenida Leonil Crê Bortolosso, entre outras.

A prefeitura promove ainda o “Osasco Nossa Voz”, um canal direto da prefeitura com os munícipes, lideranças de bairros, representantes comerciais e vereadores, onde é possível apresentar todos os investimentos que a administraçao tem feito em diversas áreas, tirar dúvidas, registrar solicitações e reclamações para melhor atender a população de cada bairro. O munícipe conta ainda com a Central 156 que funciona 24 horas, inclusive sábados, domingos e feriados.