Texto: Olga Liotta

Fotos: Ivan Cruz

 

A quinta-feira, 26/4, ficará marcada na história de Osasco. O prefeito Rogério Lins discursou para mais de dois mil educadores que faziam um ato em frente à prefeitura, reivindicando benefícios que há vários anos não eram concedidos, bem como o plano de carreira para os professores da rede municipal de ensino e o reajuste salarial. Nunca nenhum prefeito da cidade havia feito algo parecido em ato como esse.

Após o conhecimento do ato, o prefeito fez questão de ir até os manifestantes e fazer o uso do microfone e se dispor a ouvir as reivindicações e atender prontamente algumas demandas apresentadas pela comissão sindical. Ele foi muito aplaudido pelos professores e presentes, recebendo o respeito e a admiração diante da atitude em optar pelo diálogo com os profissionais.

O chefe do executivo conversou com os representantes do Sindicato dos Servidores de Osasco e Cotia (Sintrasp) e Associação dos Professores de Osasco e Região (APOS) na sala de reunião de seu gabinete.

 

Ao término do diálogo, o prefeito Rogério Lins foi ao encontro dos professores e novamente subiu no caminhão de som apresentando o resultado das negociações.

Dentre o que foi acordado  entre o prefeito e a comissão sindical estão: o pagamento do bônus proveniente de resíduos do Fundeb (Fundo de Desenvolvimento da Educação) na sexta-feira, dia 27/4; o abono do dia a todos os professores que paralisaram suas atividades; o plano de carreira que já está sendo elaborado em parceria com as Secretarias de Educação, Administração, Finanças e Jurídico, e será enviado à Câmara Municipal de Osasco em até 120 dias e melhores condições de trabalho para os professores readaptados.

Sobre o reajuste salarial foi decidido em comum acordo, que até o final de maio será realizada uma nova reunião para acertar os detalhes finais no que tange o aumento salarial.

Ao término da manifestação o prefeito Rogério Lins atendeu inclusive a imprensa local e a equipe do Globo Cidade.