Texto: Marco Borba

Imagem: Ítalo Cardoso

 

O prefeito de Osasco, Rogério Lins, assinou na sexta-feira, 4/10, termo de permissão de acréscimo de uso de área em terreno já utilizado pela Casa de Assistência de Idosos Francisco de Assis (Caifa), na Vila Osasco. No local, que já conta com alojamento para 12 pessoas em situação de vulnerabilidade social (sem família ou em condição de abandono), será construído futuramente um centro de convivência.

 

A solenidade ocorreu na Loja Maçônica Marquês do Herval, no Centro, que por meio da realização de eventos beneficentes ajuda a manter o atendimento aos necessitados. A Caifa existe há 30 anos e recebe idosos acima de 60 anos com serviços que vão do atendimento básico aos de saúde, com consultas médicas e realização de exames. O termo de permissão foi entregue ao presidente da entidade, Wilson Chisolini.

Os idosos que necessitam dos serviços são encaminhados à entidade por meio de parceria com o Centro de Referência de Assistência Social (CREAS) da Prefeitura.

“É motivo de muita satisfação como servidor da cidade contribuir com um trabalho tão edificante como o que vocês fazem, a exemplo de outras entidades que atendem crianças, adolescentes e idosos”, disse o prefeito, que em seguida informou aos presentes sobre a entrega, no início deste ano, do Serviço de Acolhimento Institucional José Albino da Silva (antes chamado de albergue), no Jardim Rochdale .

Construído pela Prefeitura, o local reúne dois prédios, separados por muro e com entradas individuais. Um deles acolhe apenas homens (60 no total). O outro, 50 mulheres solteiras ou com marido e filhos. Em comum, todos vivem o fato de estarem em situação de vulnerabilidade social e não contam com um lar.

Na ala feminina há seis mães com filhos, um pai com três crianças, e pessoas com identidade de gênero. Ao todo são 14 jovens (bebês, crianças em idade escolar e adolescentes). O local também conta com canil, espaço para carrocinhas de catadores, brinquedoteca, sala de tevê, refeitório e lavanderia.

“Na mesma proporção em que trabalhamos em várias frentes (Educação, Saúde, Segurança, Meio Ambiente e Mobilidade Urbana, entre outros) para deixar a cidade em condições cada vez melhores, também atuamos para promover a inclusão das pessoas. Além da construção do albergue (do Rochdale), inserimos algumas dessas pessoas acolhidas no espaço no programa Recomeçar, da Prefeitura. Agora eles trabalham e uma vez por semana fazem cursos de qualificação, para que em breve possam retomar suas vidas”, disse Lins.